14 dezembro 2012

Projeto Seja Saudável: Síndrome do Comer Noturno


A Síndrome do Comer Noturno (SCN) caracteriza-se por:




- falta de apetite pela manhã;

- excesso de fome à noite (pelo menos 50% do consumo calórico diário ocorre após as 19 horas);

- insônia com despertares à noite (geralmente para comer);

- presença de stress, podendo ocorrer sentimentos de tensão ou tristeza à noite;





A SCN é mais comum entre obesos e ocupa índices ainda maiores conforme a gravidade da obesidade.Este transtorno está seriamente associado à dificuldade de pessoas obesas perderem peso e está presente em ao menos 10% destes indivíduos.

Indivíduos com a SNC acordam em média 3 a 4 vezes durante a noite e 52% dos despertares se associam com consumo alimentar. A alimentação durante o dia é, em geral, restritiva e se associa com irritabilidade, ansiedade, fadiga e fraqueza que pioram no final do dia.

A média de ingestão alimentar, por “beliscada”, no período noturno é de 271 Kcal. Os alimentos escolhidos são preferencialmente os doces ricos em carboidratos e gorduras, e pobres em proteínas.
O indivíduo com SCN experimenta a sensação de falta de controle em relação à comida: a primeira “beliscada” é capaz de desencadear um processo de “comilança” durante toda a madrugada, e o que começa com sensação de alívio e satisfação termina com sensação de culpa.

Caso você tenha se identificado com este quadro, é muito importante procurar a ajuda de profissionais (médico, psicólogo e nutricionista) para ajudá-lo a reverter estes sintomas. Sem a cura desta síndrome, dificilmente obtém-se sucesso no tratamento da obesidade.


Fonte: Transtornos Alimentares e Obesidade - UNIFESP
http://www.grings.com.br/site/index.php 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pergunte à Personal