03 outubro 2012

Personal Trainer

Olá! 

De acordo com uma matéria do UOL notícias saúde publicada em setembro de 2011 a vergonha do físico e falta de atenção dos professores são principais motivos de desistências em academias.

No blog ChicTric encontrei um artigo que aborda muito bem essa questão e destaquei o trecho que se segue:

"sentir olhares de canto, de pessoas que devem estar se perguntando: agora que você tá desse tamanho que você começa a academia? é mais do que comum.  Mas  perceber que o (a)  professor (a) quase não te dá atenção,  suspira pra tirar suas dúvidas, aproveita a avaliação (quando é feita - grifo meu) para te alfinetar e nem tenta a discrição para comentar sobre você com os marombeiros da academia...ah..DESMOTIVA qualquer um".

Dados estimados pela Associação Brasileira de Academias (Acad)  mostram que cerca de 50 a 60% dos alunos que se matriculam em academias desistem nos primeiros 45 dias. 

Corroborando com o depoimento acima, segundo a instituição Acad (publicado no uol saúde)os motivos que levam a essa decisão são os mais variados. 
  • 68% dos entrevistados pela Acad, afirmam que parte dessa desmotivação ocorre por falta de atenção dos professores no espaço em que estão matriculados. "Como a pessoa não tem o hábito de praticar atividades físicas e quase sempre estão com vergonha do corpo, os profissionais não podem apenas montar o programa e abandonar o aluno na sala.”
  • "Além disso, não gosto de praticar aulas com muita gente reunida. Já tinha tentado fazer exercícios em outros ambientes, mas não me adaptei, ou era muita gente ou era um desfile de moda. Gosto de fazer minha ginástica confortável e não me preocupar com o que estou vestindo"
Já no site Copacabana Runners encontrei a seguinte matéria que destaco os trechos que se seguem:

“Sinto uma mistura de vergonha e medo de enfrentar toda aquela gente olhando para mim”. “Já tentei várias academias, mas não consegui resultado. “Não gosto de ficar esperando a vez de fazer exercício naqueles aparelhos”. É fila pra tudo. Até para tomar banho”.

E é por estes e diversos outros motivos que algumas pessoas não gostam de “malhar” em academia. Daí a opção pelos serviços de um (a) personal trainer que nada mais é do que um professor de Educação Física particular

De um modo geral existem quatro tipos de serviço personalizado oferecido: 
  • na própria academia,
  • na residência do cliente, 
  • no estúdio do profissional,
  • ao ar livre em praças, parques, ruas, praia

Na academia  paga-se a hora do personal e mais a mensalidade da academia. Nem todas as academias possuem áreas reservadas para esse serviço o que é o ideal já que se trata de uma atenção diferenciada. Em horários movimentados acaba-se disputando aparelho com os clientes comuns e criando um clima ruim :((

Na residência do cliente é preciso espaço com um mínimo de aparelhagem e acessórios para um trabalho eficiente. Dependendo do nível social alguns se dão ao luxo de possuir uma mini-academia em casa. Nesse caso o preço e o horário são negociáveis e pode ser bom para os dois lados.

No estúdio do profissional, se possuir os equipamentos e acessórios necessários, pode ser muito bom também com preço igualmente negociado. Funciona como consultório, com hora marcada e todas as mordomias inerentes

Ao ar livre é bastante agradável,  principalmente para quem curte contato com a natureza. Nesse caso é preciso bastante criatividade e também um mínimo de acessórios para viabilizar o trabalho. As condições climáticas podem ser um "entrave" em certos casos.

Bom é isso aí! Espero que tenham curtido, que as informações disponibilizadas tenham servido para um maior entendido sobre o trabalho do personal trainer e os benefícios de investir em sua saúde e bem estar!
Saiba mais em  www.lydiaguerreiro.com.br



Fontes de consulta:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pergunte à Personal