27 julho 2012

Princípios do treinamento físico!


Imagine a prática da musculação, durante a qual, conforme a evolução do aluno, aumentam-se o número de repetições dos movimentos e o peso dos halteres, caneleiras etc.

Agora, imagine um praticante de corrida que, com o passar do tempo, suporta maiores distâncias e em velocidades superiores. 

Já ouviu dizer que as mulheres são mais flexíveis enquanto os homens são mais fortes?  E que todos eles, quando param de treinar, perdem as adaptações conquistadas com o treinamento? As pernas ficam pesadas e “enferrujadas”, perde-se massa muscular e, mal começam a corrida, já querem parar ?

Nas situações descritas acima, temos alguns princípios de treinamento e cabe ao Personal Trainer conhecê-los,  respeitá-los e utilizá-los  na elaboração e progressão dos programas de exercícios dos alunos.

É importante que o aluno tenha consciência dos princípios de treinamento pois somente respeitando-os obterá os resultados desejados. Um aluno que não é assíduos aos treinos, por exemplo, e que falta muito, estará contra o princípio da Continuidade e poderá  ter seus resultados comprometidos.

Saiba mais sobre eles:




Quando aumentamos o número de repetições de um movimento, ou o tempo de execução, ou a carga (peso) ou a quantidade de dias que uma pessoa treina, temos o
Princípio da Sobrecarga                                        





Por outro lado, se faltamos aos treinos, ou se o Princípio da Sobrecarga não é observado, não damos continuidade às adaptações proporcionadas pelo treinamento, temos uma diminuição  no desenvolvimento das  capacidades  físicas  trabalhadas  e aí  observamos  o 

Princípio da Reversibilidade.


Se queremos aumentar a massa muscular (hipertrofia), fazemos exercício de força; mas, se queremos aumentar a flexibilidade e, logo a amplitude articular, fazemos alongamento; se queremos aumentar a resistência aeróbia, praticamos corrida. Quando escolhemos um tipo   de exercício específico para melhorar uma capacidade física,obedecemos a
 Princípio da  Especificidade.





Quando não faltamos aos treinos e percebemos que com o tempo as capacidades físicas trabalhadas estão melhorando, temos  o  Princípio da Continuidade.





E finalmente, quando observamos que homens são mais fortes e mulheres  mais flexíveis, que jovens são mais fortes que crianças e idosos, que indivíduos treinados são mais   resistentes   que   os   sedentários etc., observamos o   Princípio da Individualidade.



Espero que tenham gostado!

Um comentário:

  1. Princípio da individualidade era o que eu tava precisando! :)

    ResponderExcluir

Pergunte à Personal